Domingo, 08 de febrero de 2009

 A CABELEIRA

 

um gato sob a coxa

                    esquerda

as mãos preocupadas em ora

abrir e fechar um volume de

curiosidades banais e ora em

deixar a seda do pesado vestido

mais próxima da pele

 

(flor

de aspereza macia

 

as pétalas são

como virilhas femininas )

 

estremecimentos na cintura sentem

o peso do tecido afrouxado

beijam-se,

mas só por necessidade

 

Algo indecifravelmente veloz: Antología Poética de Andityas Soares de Moura, Edium Editores, 2007.

 

 PORTAL DE POESÍA

 


Tags: Andityas Soares de Moura

Publicado por gala2 @ 5:12  | POEMAS
Comentarios (0)  | Enviar
Comentarios